Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Notícias

Notícias

Brasil

Brasil

Política

Política

Policial

Policial

Cotidiano

Cotidiano

Cidades

Geral

VIDEO

Videos

Eleiçoes 2018

Eleições 2018

Tecnologia

Moda

LICITAÇÃO SUSPEITA: Tribunal de Contas julga irregular licitação realizada pela gestão Panta para compra de ambulâncias, em Santa Rita

Nenhum comentário


Exigências que restringem a competitividade entre os participantes e que foram inseridas nos editais de licitação levaram à 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado, em sessão nesta terça-feira (9), a julgar irregulares, por unanimidade, os processos licitatórios realizados pelas prefeituras de Aroeiras e Santa Rita. Os certames destinaram-se, respectivamente, à contratação de cursos de idiomas e à compra de veículos.

Relator do processo 09061/18, o conselheiro Arnóbio Viana propôs, em conformidade com parecer do Ministério Público de Contas e aprovação unânime do colegiado, a nulidade do pregão presencial 012/2018, e contratos decorrentes, pelos quais o município de Aroeiras objetivou escolher empresa especializada para ministrar cursos de inglês e espanhol. A decisão foi motivada por denúncia - considerada procedente ao fim da análise dos autos processuais - formulada pela empresa NDS – Núcleo do Desenvolvimento Social.

Do mesmo relator, no exame do processo 03299/18, a Câmara também acolheu denúncia contra o pregão presencial 001/2018, objetivando a compra, pela prefeitura de Santa Rita, de veículos dos tipos ambulância e de passeio para atender demandas da secretaria de saúde do município. O denunciante, no caso, foi a empresa Celsinho Veículos Eireli Epp.

Imputação de débito - Na mesma sessão, o colegiado votou pela irregularidade de despesas realizadas com recursos próprios municipais em obras de recapeamento em asfalto na cidade de Campina Grande, exercício de 2011. E, no exame do processo 07773/12, de relatoria do conselheiro Nominando Diniz, A Câmara decidiu por imputar débito no montante de R$ 870 mil ao ex-secretário do município Alex de Azevedo Cruz. Cabe recurso da decisão.

Na apreciação do processo 09638/13, a Câmara a determinou, também, a restituição aos cofres do município de recursos na ordem de R$ 1,6 milhão, na responsabilidade do ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael Medeiros de Souza. A decisão decorre de inspeção especial em obras de terraplenagem de ruas e recuperação de estradas vicinais no município. Também cabe recurso.

O colegiado realizou sua sessão nº 2920, com os trabalhos presididos pelo conselheiro Nominando Diniz, e presenças dos conselheiros Arnóbio Viana, Antônio Cláudio Silva Santos (substituto) e Oscar Mamede Santiago Melo (substituto). Pelo Ministério Público de Contas, atuou o subprocurador Bradson Tibério Luna Camelo.

News Paraíba com informações da Ascom do TCE-PB

CARONEIRO: Hugo Motta pega carona em recursos conquistados na gestão de Dinaldinho, e leva 'prensa' do prefeito nas redes sociais

Nenhum comentário

O dia iniciou com uma mensagem do prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, felicitando a população da cidade pela publicação no Diário Oficial da União, desta quarta-feira (26), pela liberação de 856 unidades habitacionais, nos Conjuntos São Judas Tadeu I eII, maior obra de habitação da história do município, fruto de um trabalho realizado entre o próprio Dinaldinho e os gabinetes do Deputado Federal Aguinaldo Ribeiro e do Senador Cássio Cunha Lima.

"Não poderia deixar de dizer que o trabalho que fizemos, hoje se torna realidade. Nós estamos fazendo o maior conjunto habitacional da história de Patos. Saiu hoje no Diário Oficial 856 novas moradias de baixa renda para a cidade de Patos, um trabalho nosso que vai ajudar a quem mais precisa ter um teto e dignidade", afirmou em vídeo no início da manhã de hoje.


Em plena campanha à reeleição e enfrentando forte rejeição na cidade por conta das posturas que adotou perante o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef e de sua forte ligação com o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, preso pela Operação Lava Jato desde outubro de 2016 e condenado a 15 anos de prisão, o deputado Hugo Motta usou sua rede social para reivindicar a autoria da liberação dos mais das mais de 850 casas junto ao Ministério das Cidades, chegando a postar, inclusive, uma foto ao lado de Alexandre Baldy, atual titular da pasta.

"Quero agradecer ao Ministro @alexandrebaldy por ter atendido e priorizado nosso pedido para destinar 850 casas para a cidade de Patos. Patos tem um deputado federal atuante, conte sempre comigo, meu povo!", disse Hugo em seu post.

De imediato, Dinaldinho reagiu à fala do parlamentar e logo o retrucou, buscando fazer justiça a Cássio e Aguinaldo, quem, de fato, buscou viabilizar a aprovação do projeto e a liberação dos recursos.

"Dep. @hugomottapb com todo respeito que lhe tenho, esse é um trabalho do Dep. @depaguinaldoribeiro que esteve comigo no Ministério das Cidades e do senador @cassiocl_ com seu gabinete nos tramites de documentos. O que tem seu e já fiz registro é o Centro de Zoonoses, vc deve ter se enganado".

Retrucado por Hugo, que insistiu em afirmar ter sido seu o trabalho, Dinaldinho manteve a postura e, de forma elegante, encerrou sua participação nan discussão.

"@hugomottapb Ainda bem que lhe tenho respeito pelo cargo e como pessoa... respeitosamente repito o trabalho do sen. @cassiocl_ e do dep. @depaguinaldoribeiro nas casas, se tem "amizades" em Brasília, todos sabemos... mas há de se fazer justiça esse nao é um projeto de uma noite, uma ligação, uma "amizade" e humildade faz parte da formação de qualquer homem e de qualquer cargo. #PazeBem", finalizou o prefeito.

Depois disso, o que se viu foi uma ofensiva de críticas contra Hugo, que teve muito trabalho para responder aos comentários, cujos adjetivos variaram de 'golpista' a 'aproveitador'.

News Paraíba
© Todos os direitos reservados.