Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Notícias

Notícias

Brasil

Brasil

Política

Política

Policial

Policial

Cotidiano

Cotidiano

Cidades

Geral

VIDEO

Videos

Eleiçoes 2018

Eleições 2018

Tecnologia

Moda

Em nota, comunidade evangélica desmente polêmica com festa da padroeira Santa Rita de Cássia: "não reflete o nosso pensamento"

Nenhum comentário

A comunidade evangélica responsável pela organização do Dia da Bíblia na cidade de Santa Rita emitiu nota no final da tarde deste sábado (26), visando esclarecer fatos veiculados em blogs e portais de Santa Rita no último dia 22 de maio, cujo teor levanta a hipótese de desgaste causado entre evangélicos, católicos e Poder Executivo municipal em virtude do patrocínio da Prefeitura de Santa Rita à Festa da Padroeira.

A comissão organizadora do Dia da Bíblia busca, com a nota, dirimir qualquer ruído que tenha sido criado com o referido conteúdo e garante não haver veracidade no que foi publicado.

"O conteúdo publicado não reflete o pensamento da liderança evangélica nem a veracidade dos fatos", diz a nota.

A comissão também afirma que não foi procurada pela reportagem dos veículos para falar sobre o assunto, ao tempo que declara que sequer chegou a se pronunciar a respeito do tema e que no 'Dia da Bíblia' sempre recebeu atenção do poder público municipal.

"Em nenhum momento esta comissão foi consultada acerca do assunto para a confecção do texto, nem se pronunciou a esse respeito. Fomos sempre atendidos dentro do possível, não só na gestão atual, como gestões nas anteriores", afirma.

Por fim, os evangélicos reafirmam sua postura eminentemente cristã, através da qual buscam construir uma relação harmoniosa e de integração entre os seguimentos religiosos, poder público e sociedade.

"Buscando a harmonia, a integração e a união entre a Igreja, a sociedade e os poderes constituídos", finaliza o texto.

Confira nota da comissão organizadora do Dia da Bíblia, na íntegra:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

A comissão organizadora do Dia da Bíblia, evento anual realizado na cidade de Santa Rita pela comunidade evangélica local, vem, junto ao poder público, à comunidade católica santarritense e à sociedade em geral, face à matéria jornalística publicada no último dia 22 de maio que tem como título "Paróquia de Santa Rita de Cássia faz festa da padroeira com dinheiro da prefeitura e revolta evangélicos", esclarecer que:

O conteúdo publicado não reflete o pensamento da liderança evangélica (leia-se comissão organizadora do Dia da Bíblia) nem a veracidade dos fatos, visto que, em nenhum momento esta comissão foi consultada acerca do assunto para a confecção do texto, nem se pronunciou a esse respeito.

Em todas as solicitações feitas ao poder público para a realização do evento anual, fomos sempre atendidos dentro do possível, não só na gestão atual, como gestões nas anteriores.

Nosso objetivo é propagar o Evangelho de Jesus Cristo, buscando a harmonia, a integração e a união entre a Igreja, a sociedade e os poderes constituídos, visando o bem estar de todos.

A comissão organizadora do Dia da Bíblia

News Paraíba

EXÉRCITO NAS RUAS: Temer aciona 'forças federais' para desbloquear estradas ocupadas por caminhoneiros

Nenhum comentário


Temer disse nesta sexta-feira (25) que acionou forças federais para desbloquear estradas, ocupadas por caminhonheiros em greve. Ele fez um pronunciamento no Palácio do Planalto.

De acordo com informação veiculada pelo G1, Temer optou por acionar as forças federais depois de se reunir com ministros para uma "avaliação de segurança" sobre a situação no país, já que a greve dos caminhoneiros continuou, apesar do acordo firmado entre governo e representantes da categoria na noite de quinta (24).

Em razão da paralisação, há registros de falta de alimentos em supermercados e de combustível em postos de gasolina. O transporte coletivo em diversas cidades foi afetado, indústrias pararam atividades e voos começaram a ser cancelados por falta de combustível nos aeroportos.

"Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas e estou solicitando aos senhores governadores que façam o mesmo."

Segundo assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem: Exército, Marinha, Aeronáutica e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Temer disse que tomou a decisão para evitar que a população fique sem produtos de "primeira necessidade".

"Não vamos permitir que a população fique sem gêneros de primeira necessidade. Não vamos permitir que os hospitais fiquem sem insumos para salvar vidas. Não vamos permitir que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento de escolas. Como não vamos permitir que produtores tenham seu trabalho mais afetado", afirmou Temer.

A assessoria do Ministério da Segurança Pública informou que o governo vai publicar um decreto ainda nesta sexta-feira com acionamento das forças federais. Ainda de acordo com a assessoria, as rodovias devem ser totalmente liberadas. Com isso, caminhoneiros manifestantes não poderão ficar nem no acostamento.

Apesar do decreto ainda não ter sido publicado, as Forças Armadas já estão mobilizadas, segundo o governo. As Forças vão esperar a publicação do decreto para iniciar a operação.

Segundo o governo, a prioridade do desbloqueio é garantir abastecimento de combustível em seis aeroportos e duas termelétricas. Entre os aeroportos, estão Brasília, Recife, Congonhas, Confins e Porto Alegre

'Minoria radical'

Temer disse que o governo atendeu os pedidos dos caminhoneiros, mas, segundo ele, uma "minoria radical" dos grevistas não quis cumprir o acordo.

“Atendemos 12 reivindicações prioritárias dos caminhoneiros, que se comprometeram a encerrar a paralisação imediatamente. Esse foi o compromisso conjunto. Esse deveria ter sido o resultado do diálogo”, disse o presidente.

“Muitos caminhoneiros, aliás, estão fazendo sua parte, mas infelizmente uma minoria radical tem bloqueado estradas, impedido que muitos caminhoneiros levem adiante o seu desejo de atender a população e fazer o seu trabalho”, completou.
© Todos os direitos reservados.