Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Governo do Afeganistão promete reconhecer Talibã em troca de paz

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

/ por News Paraíba

Presidente afegão Ashraf Ghani propôs reconhecer o grupo como partido político e libertar prisioneiros em troca do fim em mais de 16 anos de conflito

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, ofereceu aos talibãs, nesta quarta-feira, o reconhecimento do grupo como partido político, dentro de uma proposta para abrir um processo de negociação com o objetivo de encerrar mais de 16 anos de conflito.

Segundo a Veja, Ghani disse na abertura da segunda rodada de Processo de Cabul, um mecanismo com acompanhamento internacional que procura impulsionar um plano de paz no Afeganistão, que seu governo está disposto a dar aos talibãs um escritório, emitir passaportes e seguir o processo legal para eliminar as sanções contra ele.

“Em nome do Governo da Unidade Nacional, proponho um plano de paz aos talibãs no qual os interesses supremos do país e os direitos e a participação de todos os cidadãos estão assegurados”, afirmou o presidente afegão.

O processo de paz seria desenvolvido em três fases que exigiriam, de acordo com Ghani, criar um “quadro político, aplicar um cessar-fogo” e “os talibãs deverão ser reconhecido oficialmente como partido político”.

Também serão tomadas medidas para a libertação de prisioneiros, para que os talibãs possam acessar os veículos de imprensa e para a “realocação das suas famílias”. “Medidas devem se tomadas para ganhar confiança, preparar o caminho para eleições livres e justas”, disse.

Ashraf Ghani, que já se referiu ao grupo como “terroristas” e “rebeldes”, afirmou que o governo procura uma paz “real e duradoura” com os talibãs, por isso que sua oferta é para conversas “sem condições prévias ou restrições”.

Além disso, o presidente também se mostrou aberto a alterar a constituição “se for necessário”, embora ressaltou que a Carta Magna é a lei a seguir, afirmando que se devem preservar os direitos das mulheres e não será aceito nenhum grupo vinculado com interesses estrangeiros.

Ele acrescentou que o Alto Conselho para a Paz, um órgão governamental, formaria uma delegação para estas conversações com representação de mulheres e da sociedade civil.

O Talibã luta desde 2001 para restaurar um governo islâmico no país depois que o grupo foi expulso por forças lideradas pelos Estados Unidos. É reconhecido como uma organização terroristas pelos Estados Unidos, União Europeia e Rússia.

Ainda não se sabe se os talibãs aceitarão a oferta do presidente. Ser um partido político implicaria o reconhecimento por parte do movimento do atual governo afegão e a necessidade de respeitar o estado de direito.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.