Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Enivaldo se reúne com Maranhão em Brasília, descarta acordo entre PP e MDB e ironiza chapão de Ludgério

quinta-feira, 12 de abril de 2018

/ por News Paraíba

O vice-prefeito de Campina Grande e presidente estadual do PP, Enivaldo Ribeiro (PP) e sua filha, a deputada estadual Daniella Ribeiro (PP), se reuniram com o pré-candidato ao Governo do Estado, o senador José Maranhão (MDB) na terça-feira (10) em Brasília. Segundo o Blog do Gordinho, cogitou-se que o encontro tratava-se de uma possível aliança entre as siglas, mas Enivaldo descartou essa possibilidade, porém admitiu que um dos assuntos em pauta foi a conjuntura político-eleitoral da Paraíba.

“Foi um encontro casual. Somos amigos de todo mundo, falamos com todos. Conversou-se as diversificações, as desistências, isso tudo se conversou, mas só bate papo. Maranhão é meu amigo, Aguinaldo já foi secretário dele na época de governador. Temos uma amizade muito forte, vivemos batendo papo. Vim para acertar negócios do partido, Daniella veio para um encontro da mulher do PP, e casualmente nos encontramos”, afirmou Enivaldo Ribeiro ao Blog do Gordinho.

Questionado diretamente se conversaram sobre uma aliança entre PP e MDB, o vice-prefeito foi categórico: “Não, não”. Enivaldo não herdou a prefeitura de Campina Grande, já que Romero Rodrigues (PSDB) não se desincompatibilizou para disputar o Palácio da Redenção, o que poderia abrir um distanciamento entre PP e PSDB. Por outro lado, Maranhão bate o pé e já cravou sua candidatura independente de chapa da oposição. Com esse cenário, o PP poderia fechar com o MDB? “Em política tudo é possível. O que não posso é dizer uma coisa que no momento não está existindo nada, e nem posso falar pelo partido, porque o PP é muita gente”, respondeu Enivaldo.

Porém, de acordo com o presidente estadual, o PP continua na oposição. Para desembarcar do grupo, apenas se houvesse uma ruptura total da oposição ou divergências exorbitantes.

Chapão de Ludgério

Na terça-feira o deputado e vice-presidente estadual do PSD, Manoel Ludgério, ‘divulgou’ um chapão da oposição, que para ele seria o ideal: Lucélio Cartaxo (PV) como governador, Micheline Rodrigues (PSDB) como vice, Cássio Cunha Lima (PSDB) e Raimundo Lira (PSD) como senadores. O PP ficou totalmente desprestigiado nessa possível chapa, ocupando apenas uma primeira suplência de Lira. Enivaldo parece não ter gostado nada dessa conjectura de Ludgério.

“Parece que num sei quem lançou uma chapa. [Reportagem diz que foi Manoel Ludgério] Aquele chapão dele é engraçado. Mas Ludgério não vai resolver pelos partidos, ele pode ter a ideia dele”, afirmou Enivaldo.

Segundo Ribeiro, a oposição precisa nesse momento ficar de sobreaviso, se reunir direitinho, e quando soltar as coisas, serem coisas concretas. “Fica jogando as coisas, parece que a oposição está esculhambada, desorganizada”, alfinetou.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.