Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Fórum premia vencedores do concurso “Selo do Gramame”

terça-feira, 10 de abril de 2018

/ por News Paraíba

 “A água é importante para todos os seres vivos, porque sem ela, a gente não vive! Por isso, eu desenhei uma gotinha abraçando o Rio Gramame”. Foi com essa consciência ambiental que o pequeno Gabriel Xavier Pontes de Lima, de apenas 7 anos de idade, venceu o 1° lugar na categoria “ensino fundamental” do concurso da logomarca oficial do “Selo do Gramame”, promovido pelo Fórum Permanente de Proteção do Gramame. Gabriel e mais 12 pessoas - entre crianças, adolescentes, jovens e adultos - foram premiados, na tarde desta segunda-feira (9), na solenidade realizada no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa.

As premiações foram concedidas aos três primeiros lugares nas categorias “ensino fundamental”, “ensino médio”, “ensino superior” e “sociedade civil”. Os prêmios totalizaram R$ 24 mil e foram custeados pela empresa multinacional “Foxx”, que opera o aterro sanitário de João Pessoa, atua em toda a região metropolitana da capital e é parceira do Comitê.

O diretor, Lavanério Duarte, explicou o que motivou a participação da multinacional como patrocinadora do concurso. “Somos uma empresa que tem essa característica de zelar pela preservação do meio ambiente, de tratar adequadamente os resíduos. O Rio Gramame e a Bacia do Gramame são extremamente importantes para o Município de João Pessoa e, temos todo o interesse de interagir e estar presente nessa iniciativa que a gente julga oportuna e necessária não só para essa, mas para as próximas gerações que virão”, disse.

Mais de mil nascentes

O promotor de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de João Pessoa, José Farias – que atualmente coordena o fórum permanente -, disse que há dez anos, os Ministérios Públicos do Estado, Federal e do Trabalho vêm atuando para preservar os recursos hídricos da Bacia do Gramame, através da celebração de termos de ajustamento de conduta (TACs), da realização de estudos técnicos em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) sobre a bacia e da parceria com diversos órgãos governamentais e da sociedade civil organizada.

Segundo ele, até maio, o fórum vai realizar uma audiência para apresentar um estudo detalhado realizado nos últimos dois anos sobre as Bacias do Rio Gramame e do Rio Abiaí. Um dos resultados antecipados por ele sobre as pesquisas foi a identificação e o georreferenciamento de mais de mil nascentes do Rio Gramame. “Isso é importantíssimo porque são as nascentes que garantem a eternidade de um rio. Despoluir um rio é relativamente fácil porque existe tecnologia para isso, mas se não cuidarmos das nascentes, esse rio morrerá. E com esse estudo, descobrimos muitas nascentes que estavam enterradas e sem vegetação e que poderão ser recuperadas e preservadas”, explicou.

O promotor informou que a partir da divulgação dos resultados desses estudos, será possível obter um diagnóstico completo sobre as duas bacias hidrográficas e suas comunidades, de modo a nortear as ações que deverão ser adotadas pelos órgãos de fiscalização e pelos gestores para a preservação dos recursos hídricos.

O selo

Farias disse ainda que o “Selo do Gramame” tem como objetivo reconhecer iniciativas da iniciativa privada e também de órgãos governamentais que se destacarem na proteção e recuperação do manancial. Segundo ele, a expectativa é de que ainda neste semestre, o Comitê se reúna para  escolher qual das 13 logomarcas premiadas hoje será o 'Selo do Gramame'. “Se quisermos um meio ambiente efetivamente protegido, precisamos investir em crianças e adolescentes. Tivemos um vencedor de sete anos de idade e outro de 30 anos. Temos que ensinar a proteger o meio ambiente porque, desde pequenos, somos mal educados para o uso dos recursos naturais e é preciso mudar isso”, disse durante ao público que prestigiou a premiação.

Maria Bernardete Gonçalves, presidente da ONG 'Escola Viva Olho do Tempo', localizada no Gramame, parabenizou a iniciativa do fórum, destacou a importância da parceria com as instituições ministeriais (que começou em 2005) e falou do engajamento dos alunos da ONG no concurso. Dos 13 premiados, dois (os dois primeiros lugares na categoria “sociedade civil”) são alunos da ONG. “Nosso foco é transformar essas crianças em cidadãos melhores e o meio ambiente não é algo transversal; é o cotidiano deles; é a vida deles e, por isso, trabalhamos esse assunto de forma permanente para que tenhamos pessoas preocupadas em não degradar o meio ambiente e sim em dialogar com esse meio ambiente”, disse.

Abaixo a relação dos premiados em cada categoria. Os primeiros colocados receberam cheques no valor de R$ 3 mil; os segundos lugares; R$ 2 mil e os classificados em terceiro lugar, R$ 1 mil.

Categoria Ensino Fundamental
1° lugar – Gabriel Xavier Pontes de Lima
2° lugar – John Victor Xavier Rocha
3° lugar – Melissa de Castro Fernandes
Categoria Ensino Médio
1° lugar – Yan Correia T. de Almeida
2° lugar – Déborah Barbosa Piquet da Cruz
3° lugar – José Arthur Gutemberg Diniz Barbosa
Categoria Ensino Superior
1° lugar – Kelcio Martins da Silva
2° lugar – Gabriel Andy da Silva Lucena
3° lugar – Maryana Simões da Silva e Elias Calisto Franco de Lima (o prêmio foi dividido entre eles)
Categoria Sociedade Civil
1° lugar – Geovanna Freire dos Santos
2° lugar – Pollyana Monara dos Santos
3° lugar – Josivaldo Job Mariano
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.