Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Procuradoria na Paraíba vai investigar lote de munição usada na morte de Marielle e de Anderson

terça-feira, 17 de abril de 2018

/ por News Paraíba

Projéteis desviados também foram usados em assalto no estado

O uso em crimes de munição especial desviada do lote UZZ 18 — usadas na execução da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes, no dia 14 de março — passou a ser investigado pelo procurador da República Antônio Edílio Magalhães Teixeira, do Ministério Público Federal da Paraíba. O foco é identificar falhas no controle de projéteis de uso restrito das forças de segurança e de defesa do país.
 
Segundo O Globo, ele decidiu instaurar um procedimento na semana passada depois de confirmar, com a Polícia Federal, que a mesma munição usada no crime ocorrido no Rio também havia sido recolhida por peritos que atuaram na investigação de um assalto na agência dos Correios no município de Serra Branca, em Cariri, na Paraíba, a 230Km da capital João Pessoa.

— O assunto tem importância singular. Não só para nós aqui, na Paraíba, como para todo o país. O que sabemos até agora é que a munição de uso restrito, vendida para agentes do estado, foi usada no assassinato da vereadora Marielle e de seu motorista; no assalto na Paraíba; numa chacina na Grande São Paulo e em homicídios na Região Metropolitana do Rio — afirmou o procurador da República.

Pedidos de informações já foram feitos à Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, do Exército; à Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC); e à Superintendência da Polícia Federal na Paraíba. O prazo para as respostas é de 10 dias a contar da data do recebimento dos ofícios pelos órgãos.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.