Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Romário lidera isolado para o governo do Rio de Janeiro, diz pesquisa

sexta-feira, 11 de maio de 2018

/ por News Paraíba

Um levantamento do instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta sexta-feira, mostra o senador Romário, do Podemos, como o favorito na disputa pelo governo do Estado do Rio de Janeiro. O ex-jogador aparece com índices entre 24 e 30% das intenções de voto, a depender dos demais candidatos ao Palácio Guanabara.

No cenário considerado mais provável pelo instituto, que insere o ex-técnico de vôlei Bernardinho (Novo) como postulante à vaga, Romário tem 24,3% das intenções de voto. Na disputa pela outra cadeira no segundo turno, três pré-candidatos ficam em empate técnico: o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), com 13,5%, o ex-governador Anthony Garotinho (PRP), com 11,2% e o deputado Indio da Costa (PSD), com 8,2%.

Na sequência, estariam Bernardinho, com 6,3%, o deputado Miro Teixeira (Rede), com 5,9%, o ex-ministro Celso Amorim (PT), com 3,4%, o vereador Tarcísio Motta (PSOL), com 3,0%, o ex-juiz Wilson Witzel (PSC), com 2,9% e o antropólogo Rubem César Fernandes (PPS), com 0,9%. A margem de erro é de 2,5%, para mais ou para menos.

Mesmo na liderança, esse é o índice mais baixo registrado por Romário, que chega ao ápice (30,5%) com Bernardinho e Garotinho fora da cédula.
Rejeição
 
Segundo a Veja, o ex-jogador e hoje senador também é, entre cinco nomes analisados mais à fundo pelo Paraná Pesquisas, aquele que tem a menor rejeição e o maior potencial de votos. De acordo com os resultados, 52,8% cogitariam votar nele e 43,7% não votariam de forma alguma.

Disparados, Anthony Garotinho e Eduardo Paes são os que têm os índices mais altos de rejeição. Do total, 71,9% dos eleitores disseram que, “de jeito nenhum”, votariam no ex-governador e pré-candidato pelo PRP. O índice de Paes, ex-prefeito e nome do DEM, é de 65,3%. Completando a relação, Tarcísio Motta (PSOL) tem rejeição de 58,1% e Indio da Costa (PSD), de 56,3%.
Senado

O Paraná Pesquisas testou um cenário para o Senado pelo Rio de Janeiro. De acordo com os resultados, se as eleições fossem hoje a primeira vaga estaria destinada ao deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), com 32,3%. Na disputa pela segunda posição, o ex-prefeito e hoje vereador Cesar Maia (DEM), com 20,6%, e a ex-delegada e deputada estadual Martha Rocha (PDT), com 20,4%.

Na sequência, aparecem o deputado federal Chico Alencar (PSOL), com 16,3% e os atuais senadores Lindbergh Farias (PT) e Eduardo Lopes (PRB), com 15,5% e 6,4% respectivamente. O deputado Sérgio Zveiter (DEM) e o empresário Omar Peres (PDT) fecham a relação, com 6,3% e 2,4%.
Presidência

Ainda de acordo com o levantamento, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida para a Presidência da República com ou sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como candidato. No cenário sem o petista, inelegível de acordo com a atual interpretação da Lei da Ficha Limpa, Bolsonaro tem 27,4% das intenções de voto, ante 13% da segunda colocada, a ex-senadora Marina Silva (Rede).

Na sequência apareceriam Joaquim Barbosa (PSB) – que desistiu de disputar – com 10,8% e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) com 9,9%. Mais atrás vêm o senador Álvaro Dias (Rede), com 4,1%; o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), com 3,5%; o atual presidente Michel Temer (MDB), com 2,2%; o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), com 2,1%; o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), com 1,6% e a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB), com 1,5%.

Fecham a lista dos nomes pesquisados o empresário João Amoêdo (Novo), com 1,1%; o empresário Flávio Rocha (PRB), com 0,6%; e o ex-presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro (PSC), com 0,1%. No cenário com Lula, a liderança de Bolsonaro é numérica e a disputa com o petista fica dentro do empate técnico. O deputado teria 25,1%, contra 21,5% do ex-presidente.
Dados técnicos

As pesquisas do instituto Paraná Pesquisas para o Governo do Rio de Janeiro, o Senado e a Presidência da República foram realizadas em 44 municípios do Estado do Rio, entre os dias 4 e 09 de maio de 2018, entrevistando um total de 1.850 eleitores. O nível de confiança é de 95,0% e a margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.

A contratante registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é a Casa Brasil Empreendimentos Culturais e Editoriais Ltda. pesquisas foram registradas com as identificações BR-04838/2018 e RJ-09134/2018.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.