Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Campanha de vacinação em Cabedelo contra a gripe é prorrogada até o dia 22

quinta-feira, 14 de junho de 2018

/ por News Paraíba

A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab) prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o próximo dia 22. As doses estão disponíveis em todas as unidades de saúde para os grupos considerados, pelo Ministério da Saúde, como prioritários. 

Segundo a Sescab, 12.776 cabedelenses estão aptos a receber a dose. A meta é imunizar 90% desse contingente. Até agora, foram vacinados 9.403, o que corresponde a 60% da meta. 

Esta semana, as equipes de saúde estão intensificando a campanha e promovendo mutirões de vacinações em alguns pontos da cidade. Hoje (14), a equipe móvel está percorrendo toda a cidade nos pontos de circulação e concentração de pessoas, bem como em frente ao Hospital Municipal Padre Alfredo Barbosa. Amanhã (15), as ações concentram-se em frente à Secretaria de Educação, em Camalaú. 

 “Estamos intensificando a campanha, buscando atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. É muito importante que as pessoas que fazem parte do grupo de risco procurem uma unidade de saúde para receber a sua dose. A gripe pode parecer inofensiva mas, em alguns caso, pode até matar”, alerta a coordenadora de Imunização da Sescab, Missânia Moreira. 

Grupos prioritários - Entre os grupos prioritários estão pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da área de saúde, professores das redes pública e privada, mulheres gestantes e puérperas, indígenas, pessoas privadas de liberdade (incluindo adolescentes cumprindo medidas socioeducativas). As vacinas são distribuídas pelo Governo Federal e a imunização é inteiramente gratuita.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.