Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Cinco vezes Miranda: zagueiro será o capitão da Seleção contra a Bélgica

quinta-feira, 5 de julho de 2018

/ por News Paraíba

Escolhido para usar a braçadeira na próxima sexta-feira pelas quartas de final da Copa do Mundo, Camisa 3 do Brasil passa a ser o jogador que mais vezes foi capitão sob o comando de Tite

Miranda será o capitão da Seleção nesta sexta-feira, às 15h (Brasília), contra a Bélgica, pelas quartas de final da Copa do Mundo, mantendo o rodízio da braçadeira na equipe. O anúncio foi feito nesta quinta, tão logo a delegação brasileira chegou ao hotel em Kazan, cidade do confronto.

Será a segunda vez que Miranda atuará com a faixa na Copa do Mundo. Ele havia sido o capitão do Brasil na vitória por 2 a 0 contra a Sérvia, terceiro jogo da fase de grupos. De acordo com o Globo Esporte, o defensor passa a ser quem mais vezes usou a braçadeira na era Tite, cinco vezes (Equador, Uruguai, Áustria, Sérvia e Bélgica), deixando Daniel Alves na segunda posição com quatro jogos.

- A seleção brasileira está acostumada e tem responsabilidade de jogar em alto nível. Sabemos das dificuldades do jogo porque a Bélgica exige ainda mais concentração, da nossa capacidade técnica, é um adversário muito forte. Vamos entrar atentos, sabendo que para vencer um grande adversário temos que fazer o melhor - disse Miranda, que concedeu entrevista coletiva na Arena Kazan.

Antes do Mundial, Tite deixou claro que seguiria com o rodízio de capitães, mas apenas entre os jogadores mais experientes. Além de Miranda, Thiago Silva (contra Costa Rica e México) e Marcelo (contra Suíça) também usaram a braçadeira nesta Copa.

Veja outros trechos da entrevista de Miranda:

Como marcar Lukaku?

A Bélgica não é só o Lukaku. Seguramente ele é um grande atacante, mas a principal maneira de parar o adversário é estar atento a todas as jogadas e aos jogadores em campo. Há vários jogadores decisivos, de qualidade, habilidosos, mais verticais. Nosso sistema defensivo entrará muito bem preparado para neutralizar todas as armas do adversário

Provocação de Kompany, que teria dito já pensar na semifinal

A gente sabe todo tipo de provocação que existe, mas é uma maneira de esconder o medo. Acho que é uma maneira de demonstrar confiança, esconder o medo. Sabemos que temos de nos preparar para jogar contra uma seleção, ainda mais a brasileira, e um líder como é o Kompany. Tem que demonstrar confiança.

Dupla com Thiago Silva

A respeito do Thiago, é um jogador de alto nível, um grande defensor, já atuamos na Seleção há mais de 10 anos. Tivemos as primeiras convocações juntos, se eu não me engano em 2007, na França. Entrosamento muito grande, não tem muito o que falar de um grande defensor. Ele está fazendo uma extraordinária Copa.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.