Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

PSB da Paraíba deve defender apoio à candidatura de Lula, na convenção nacional do partido

terça-feira, 31 de julho de 2018

/ por News Paraíba

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), na Paraíba, decidiu apoiar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) ao Planalto. A decisão foi tomada em reunião nesta segunda-feira (30) e vai ser levada para a convenção nacional, no dia 5 de agosto. O entendimento ocorre no mesmo momento em que o Partido dos Trabalhadores formalizam apoio à pré-candidatura de João Azevedo (PSB) ao governo. Nesta segunda-feira, também, o presidente estadual do PT, Jackson Macedo, divulgou áudio pedindo que os colegas de partido votem e peçam voto para o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB), pré-candidato ao Senado. Ele deve dividir espaço na chapa com o petista Luiz Couto, também deputado federal. Veneziano era tratado por golpista pelos petistas, por ter votado pró-impeachment de Dilma Rousseff (PT).

A convenção nacional do PSB vai acontecer em Brasília, no dia 5, o último para as convenções partidárias. O partido, nacionalmente, está dividido. Uma parte significativa quer votar no ex-presidente Lula, outra torce por uma aliança com Ciro Gomes (PDT) e há ainda um grupo bastante representativo que defende a neutralidade. Neste caso, os arranjos locais indicariam com quem haveria a aliança nos Estados. A proximidade do petista é mais forte entre os nordestinos e no Norte do país. O posicionamento do governador Ricardo Coutinho segue no mesmo sentido do governador de Pernambuco, Paulo Câmara. No estado vizinho, o gestor quer apoiar Lula e espera que o partido, lá, retire a candidatura de Marília Arraes (PT), de acordo com o Blog do Suetoni.

A resolução, resultante da reunião do PSB, justifica a adesão com a defesa da “democracia e, principalmente, em nome da esperança no restabelecimento das garantias sociais, tão duramente atacadas neste País, durante o atual e ilegítimo governo, bem como da recuperação da economia com a superação das desigualdades”. Outro ponto ressaltado é a suposta perseguição ao ex-presidente Lula.

“O dia 8 de julho passado produziu (mais) uma cena lamentável do completo desmonte do Estado Democrático de Direito em que o Brasil passou a experimentar sistematicamente desde que aqueles que perderam as eleições de 2014 resolveram atentar contra à escolha popular. Um juiz de primeira instância, sob a anuência de parte dos sistemas nacionais de comunicação de massa, em pleno abuso de autoridade, resolve confrontar publicamente a decisão de um desembargador de instância
superior, deixando mais do que evidente que não há nem haverá limites na manutenção da nova velha ordem que se estabeleceu no Brasil, onde só há espaço para abusos e violências antidemocráticas, e, pior, onde a justiça tem sido seletiva em diversos procedimentos. Reerguer os pilares do Estado Democrático de Direito é uma tarefa de todos os setores comprometidos com a democracia no Brasil”, diz a nota.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.