Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

CABEDELO: Preso por desacato e lesão corporal, assessor de Eudes passará por audiência de custódia nesta quarta

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

/ por News Paraíba

O assessor do vereador Eudes Souza, Alessandro Batista de Lima, o Sandro do Sindicato, da cidade de Cabedelo, se envolveu em uma confusão com a Guarda Civil Metropolitana e acabou preso, na noite desta terça-feira (4).

Sandro é acusado de causar baderna e perturbação em via pública ao utilizar um carro de som na porta da Câmara Municipal, durante a sessão ordinária da casa legislativa cabedelense, além de desacatar e causar lesão física a um guarda civil metropolitano da cidade portuária.


Informações dão conta de que o intuito do assessor de Eudes era atrapalhar o andamento da sessão, haja vista o desgaste que passam o vereador e a presidente da Casa, Geusa Ribeiro, depois do episódio da tentativa frustrada de golpe protagonizada pelos dois parlamentares no final de novembro.

Sandro, que também é presidente do diretório municipal do PT, é o autor da ação que adiou para março a eleição suplementar, que seria realizada neste domingo (9).

Ao ser chamada, a guarnição da GCM abordou Sandro e solicitou dele duas vezes que baixasse o som para que não atrapalhasse a sessão.

No primeiro pedido, Sandro teria baixado o som. Na segunda tentativa da Guarda Civil de manter a ordem pública, testemunhas relatam que Sandro teria elevado o tom com os guardas usando palavras de baixo calão, partindo para a agressão física, fato que teria causado uma lesão na perna de um dos agentes, que acabou dando voz de prisão ao assessor.

Na lavratura do auto de prisão em flagrante, pesam contra Sandro acusações de desobediência, desacato, resistência à prisão e lesão corporal .

Confira o Auto de Prisão em Flagrante, lavrado na Central de Polícia:




Na soma, as penas ficaram acima de 4 anos de reclusão, impedindo o delegado de arbitrar fiança.

Com isso, o presidente do PT municipal cabedelense passou a noite na Central de Polícia, no Geisel, e nesta quarta-feira (5) será levado à presença do juiz de custódia da comarca de Cabedelo, que decidirá pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva ou se o acusado responderá ao processo em liberdade.

VEJA O MOMENTO DA PRISÃO:


News Paraíba
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.