Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

DESMANTELO: Depois de pagar fora do mês trabalhado, Panta agora atrasa salários dos servidores da sede da PMSR

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

/ por News Paraíba

Segue a saga do prefeito Emerson Panta, da cidade de Santa Rita, com a queda dos últimos pilares que ainda resistiam ao tsunami provocado pela derrota da primeira-dama Jane Panta, que não se elegeu deputada estadual no pleito eleitoral de outubro último, o que tem causado um verdadeira caça às bruxas na cidade.

Além do completo desmantelamento da máquina administrativa canavieira, a gestão de Panta pegou uma 'banguela' ladeira abaixo e não se sabe aonde levarão ou quais serão as consequências dos estragos que a gestão poderá causar à população e ao funcionalismo público local.

Das mais absurdas e bizarras promessas de campanha, obviamente não cumpridas, Panta se sustentava em bandeiras como a limpeza urbana, pagamento de salários em dia e dentro do mês trabalhado, execução de obras na cidade, dentre outras maquiagens que, como toda 'make' barata, de desmancham no primeiro choro.

O lixo não tem sido recolhido com regularidade, ruas sujas e sem os serviços de varrição e capinação, apesar de ser, proporcionalmente, o mais caro da Paraíba.

As obras pararam, a exemplo do famigerado Binário do Tibiri 2, anunciado com pompa e circunstância por Panta, e que jamais foi finalizado.

Postos de saúde sem medicamentos, sem exames e que não fazem um curativo sequer.

Salários pagos fora do mês trabalhado a uma parte do serviço público e outra grande parcela sem receber seus vencimentos de dezembro até este 9 de janeiro.

É o caso dos funcionários das secretarias da Sede Funcional da Prefeitura de Santa Rita, que estão sem receber e que já têm salários atrasados da gestão Panta, além dos atrasados de 2016, sem qualquer previsão de pagamento.

Sem qualquer posicionamento do prefeito ou de sua administração, receber salários no governo Panta vai se tornando uma interrogação pavorosa, haja vista ao fato de que o prefeito foi eleito sob o forte argumento de valorizar o servidor e pagar em dia.

Depois de praticamente não cumprir com as promessas faraônicas de campanha, Panta não consegue, sequer, manter a sua própria palavra.

CONTRATADOS DA EDUCAÇÃO 

Sob o argumento de conter gastos, Panta determinou o término do ano letivo 2018 no dia 30 de novembro passado, mas garantiu aos servidores contratados que cumprissem com a sua jornada, pois seus salários seriam pagos no final daquele mês.

As aulas foram finalizadas e sabe-se na cidade que, sem a força dos contratados, a máquina não teria concluído os trabalhos.

Até esta quarta-feira, 9 de janeiro de 2019, Panta não pagou ou deu certo qualquer satisfação aos funcionários agora demitidos, sem salários e com seus compromissos aguardando um sinal do prefeito, depois de terem suas famílias sob ameaça de privação em plenos Natal e Ano Novo sem salários.

Os contratados acusam o “calote” e prometem acionar coletivamente o prefeito e sua gestão, caso não recebam o que lhes pertence até o final deste mês de janeiro.

News Paraíba
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.