Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Morte de negros ou pardos representa 95% dos homicídios na PB

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

/ por News Paraíba

Cerca de 95% das vítimas dos 1.210 homicídios registrados na Paraíba em 2018 eram pardas ou negras, o que resulta em um número de 1.150 pessoas. Os dados são baseados em uma versão do Anuário da Segurança que não foi divulgada pela Secretaria de Comunicação do Governo da Paraíba, ao qual o Portal Correio teve acesso.

Diferente da “versão simplificada” com apenas 30 páginas, divulgada quinta-feira (31), e que traz apenas números positivos da gestão, o documento a que o Portal Correio teve acesso tem 132 páginas e traz uma quantidade bem maior de dados sobre a segurança no estado.
Segundo o Portal Correio, em comparação com os anos anteriores, houve um aumento no valor percentual de mortes de pardos e negros em 2018. Veja abaixo a série histórica, com dados baseados no Anuário a que o Portal Correio teve acesso.

2009: 1.251 – desse total 1.159 eram negros ou pardos, o que representa 92,7% das mortes

2010: 1.563 – desse total 1.335 eram negros ou pardos, o que representa 85,5% das mortes

2011: 1.680 – desse total 1.449 eram negros ou pardos, o que representa 86,3% das mortes

2012: 1.542 – desse total 1.302 eram negros ou pardos, o que representa 84,5% das mortes

2013: 1.537 – desse total 1.364 eram negros ou pardos, o que representa 88,7% das mortes

2014: 1.513 – desse total 1.339 eram negros ou pardos, o que representa 88,5% das mortes

2015: 1.502 – desse total 1.304 eram negros ou pardos, o que representa 86,8% das mortes

2016: 1.322 – desse total 1.193 eram negros ou pardos, o que representa 90,3% das mortes

2017: 1.284 – desse total 1.209 eram negros ou pardos, o que representa 94,2% das mortes

2018: 1.210 – desse total 1.150 eram negros ou pardos, o que representa 95% das mortes

Na manhã dessa segunda-feira (4), a Secretaria de Segurança da Paraíba disse ao Portal Correio, por telefone, que a versão ampliada do Anuário de Segurança vai ser disponibilizada no site do programa Paraíba Unida Pela Paz. O endereço está fora do ar desde que o portal do Governo do Estado enfrentou problemas técnicos e passa por manutenção.

“Essas informações sobre homicídios são disponibilizadas por cada cidade da Paraíba desde 2011, não só as que estão no anuário, como também as que não estão”, explicou a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança do Estado, afirmando que a consulta é aberta.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.