Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Aulas de forró e zouk serão ministradas no Pavilhão do Chá

sexta-feira, 26 de julho de 2019

/ por News Paraíba

O Programa João Pessoa Cidade Criativa da Unesco e o Projeto AnimaCentro da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) promoverá, todo segundo domingo do mês, no Pavilhão do Chá, no Centro Histórico, aulas de forró e zouk. As aulas são gratuitas e não é necessário fazer inscrição prévia, basta chegar no local e participar da atividade que têm início no dia 11 de agosto (domingo), de 14h às 20h.

As aulas serão ministradas pelo professor de dança de salão, Flávio Cavalcanti e alunos do seu grupo de dança. O evento, segundo ele, tem o intuito de popularizar a dança de salão na Capital e dar oportunidade as pessoas que não tem condições de pagar por um curso diário nas academias de dança.

Além do forró tradicional, o professor Flávio Cavalcanti irá ensinar os passos do “Zouk”, um estilo de dança que une os ritmos caribenhos com a lambada brasileira. “No final de cada aula faremos um grande baile no local. Essa parceria será muito boa para a arte da dança de salão local”, contou Flávio.

Flávio Cavalcanti – É natural de Caruaru (PE), mas reside em João Pessoa desde 1995, quando criou a Companhia de Dança Ritmo Quente com o forró estilizado. Em 2001 a Cia de Dança recebeu o nome de ¨For All¨, fruto do empenho, dedicação e pesquisas na área. Em 2002 foi para Rio de Janeiro e conheceu a mestra Maria Antonietta, sua mentora e começou um novo trabalho na Cia de Dança Adílio e Renata Porto, foi quando conheceu o ritmo Zouk, o nome vem do dialeto Crioulo do Haiti (mistura do francês com línguas africanas). Zouk significa festa. O ritmo teve origem nas ilhas Caribenhas de colonização francesa, criado pelo grupo Kassav, que misturou ritmos e estilos musicais como o Calipso e a Makossa e hoje é dançado em todo o mundo. No Brasil, recebeu influência da lambada e se transformou em Zouk Brasileiro.

Fábio é idealizador do projeto “Paraíba Dance”, na Usina Cultural Energisa. Hoje é professor de dança em várias academias de João Pessoa (PB) e executou o projeto Ballada Zouk 360 Graus, que tem a finalidade de proporcionar arte, lazer e cultura numa vivência prática, e interagir com um novo público, intensificando a dança de salão na cidade, com a proposta de apresentar num ambiente diferenciado e aberto ao público em geral.
 
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.