Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Papa escolhe brasileira como sua vice-porta-voz

quinta-feira, 25 de julho de 2019

/ por News Paraíba

A brasileira Cristiane Murray foi nomeada nova vice-porta-voz do papa Francisco, de acordo com um comunicado divulgado nesta quinta-feira, 25, pela Santa Sé.

Cristiane é formada em Administração de Empresas e Marketing pelo Pontifícia Universidade Católica do Rio e desde novembro de 1995 trabalha na Rádio Vaticana. Desde 2018, colabora com a Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos na preparação do Sínodo sobre a Amazônia, que ocorrerá em outubro.

Também faz parte da equipe brasileira que transmite programas diários e cuida do portal Vatican News em português, além da divulgação no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Com a nomeação da brasileira, o papa completa sua equipe do Escritório de Imprensa, dirigido pelo italiano Matteo Bruni.

“Recebi essa nomeação com muita emoção”, afirmou Cristiane em uma nota publicada pelo Vatican News. “Ao papa vai o meu primeiro agradecimento, em nome de todos nós, sobretudo nós mulheres, porque me escolheu para essa tarefa importante”.

Bruni e Cristiane assumem a frente do Escritório de Imprensa da Santa Sé após a saída do porta-voz interino Alessandro Gisotti, que assumiu o cargo após a surpreendente demissão em janeiro do anterior porta-voz, Greg Burke, e da vice-diretora, a espanhola Paloma García Ovejero, após pouco mais de dois anos.

Segundo a Veja, Bruni já era responsável por questões logísticas e também pela organização das viagens do papa, mas não é jornalista.

Esta nova mudança na comunicação do Vaticano acontece após a chegada do prefeito regional do Dicastério para a Comunicação, Paolo Ruffini, nomeado em julho do ano passado.

Desde então, o escritório de imprensa do Vaticano, que contou com porta-vozes como o espanhol Joaquín Navarro-Valls e o jesuíta italiano Federico Lombardi, sofreu várias mudanças e parece não conseguir uma estabilidade.

Alguns veículos de imprensa especializados asseguram que foi muito difícil encontrar um substituto para Gisotti e que mais complicado ainda foi achar uma figura de vice-diretora, porque o papa insistiu que fosse uma mulher.

Após a criação da Secretaria para a Comunicação, uma espécie de ministério de informação, tudo indica que desaparece a figura de porta-voz do papa como era conhecida até agora.

Há alguns meses, outra novidade foi a nomeação como diretor do editorial do Dicastério para a Comunicação, um cargo que não existia até agora, do jornalista italiano Andrea Tornielli.

Tornielli é responsável por realizar os editoriais, artigos e vídeos nos quais se explica a posição do Vaticano em diferentes temáticas.

Em janeiro também foram contratados pelo escritório de imprensa três novos assessores para os vários idiomas: a francesa Romilda Ferrauto, a americana Bernadette Reis e o peruano Raúl Cabrera Pérez.
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.