Responsive Ad Slot

Últimas

Últimas

Nôquinha, Berg e o plano perfeito: resta saber se o povo de Bayeux vai aceitar

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

/ por News Paraíba

Segundo uma fonte muito próxima do atual prefeito interino de Bayeux, o plano está sendo muito bem articulado e já começou a ser executado.

Muito íntimos desde o tempo em que Berg esteve à frente da prefeitura, Nôquinha e o prefeito afastado mantêm relações de muita proximidade. Indício claro disso foi a presença de Berg na posse do atual prefeito, em abril deste ano, mesmo impedido por medidas cautelares de se aproximar de prédios públicos.

Berg na posse de Nôquinha - imagem TV Câmara


Berg e seus aliados são e sempre foram muito bem tratados na gestão de Mauri. Todos os pedidos do prefeito preso em flagrante com suposta propina, rendido e levado pelo promotor Octávio Paulo Neto em julho do ano passado, sempre foram atendidos pelo seu amigo interino, inclusive com a indicação de secretários e auxiliares na estrutura administrativa da edilidade municipal.

Berg na posse de Nôquinha - imagem TV Câmara

Pode-se dizer, sem dúvidas, que a casa de Noca é a casa de Berg.

Na iminência do retorno de Berg, Nôquinha agora tenta salvar a sua lavoura e a de Berg com uma articulação dentro de sua bancada na Câmara Municipal.

O plano é perfeito.

Nôquinha já vinha buscando uma virada de mesa para anular a eleição da Mesa de Jefferson Kita para permanecer presidente e prefeito interino diante da vacância no Poder Executivo do município.

Kita, por sua vez, mesmo assumindo o município interinamente defende a aprovação da altercação da Lei Orgânica para instituir a Eleição Direta em Bayeux, além da cassação de Berg, que tramita na Câmara. A comissão processante é formada por Roni Alencar (relator), Lico (presidente) e Guedes (membro).

Depois da decisão do STJ, Nôquinha agora quer usar seus aliados para anular a eleição de Kita para presidente, se reeleger presidente da Câmara, abafar a aprovação da lei da Eleição Direta e arquivar a cassação de Berg, que reassumiria, segundo o plano, a cadeira de prefeito e seguiria no poder em parceria com Nôquinha e seus aliados, que teriam cargos e prestígio na gestão Berg Lima.

Resta saber se combinaram com o povo e se este mesmo povo vai sair de sua zona de conforto para lutar por sua cidade e lutra contra todas a tramas das quais Bayeux tem sido vítima.

A sessão da Câmara Municipal desta terça-feira promete, e muito!!

News Paraíba
Não deixe de ler
© Todos os direitos reservados.